Cuidando do seu coração

Unidade Hospitalar

19 3519-3829

Unidade Ambulatorial

19 3733-1111

Especialidades – Cardiologia

Estudo eletrofisiológico

O estudo eletrofisiológico é um cateterismo cardíaco que utiliza cateteres especiais para descobrir e estudar os defeitos no sistema elétrico do coração.

Além disso, o estudo eletrofisiológico é parte do procedimento de ablação por cateter, pois é através deste exame que é possível descobrir o local de origem da sua arritmia cardíaca. Por isso, este exame é fundamental para descobrir as causas das palpitações.

O que é Ablação por Cateter com Radiofrequência?

É um método de tratamento das taquicardias através do qual, realiza-se a cauterização dos focos das arritmias, localizados pelo estudo eletrofisiológico. A radiofrequência é uma forma de energia semelhante ao bisturi elétrico e que é aplicada através de cateteres especiais.

Quando está indicada a Ablação por Cateter com Radiofrequência?

A indicação é sempre discutida com seu médico e geralmente se aplica a pacientes que apresentam taquicardias acompanhadas de muitos sintomas ou que são difíceis de serem tratadas com remédios. Muitas vezes realiza-se a ablação por cateter com radiofrequência porque o paciente prefere não o tomar drogas antiarrítmicas por longo prazo.

Como é feito o Estudo Eletrofisiológico e Ablação?

O estudo eletrofisiológico e a ablação geralmente são feitos no mesmo dia da internação. Você será orientado e preparado pela enfermeira da unidade onde ficará internado e pelos médicos, que esclarecerão todas as suas dúvidas. No dia do exame, você será encaminhado em maca para a sala de eletrofisiologia onde serão realizados os procedimentos.

Chegando à sala de exames, você será recebido pela equipe médica e de enfermagem, que irão prepará-lo. Neste momento, irão conectar você a vários monitores (monitor de eletrocardiograma, aparelhos de pressão arterial, frequência cardíaca e respiratória). Além disso, você receberá através de uma veia do braço soro e um remédio que o fará dormir durante o exame. O médico-anestesista estará monitorizando todo o procedimento.

A partir de então, já dormindo, a enfermeira irá fazer a limpeza da pele utilizando solução antisséptica na região da virilha direita e esquerda e na região lateral direita do pescoço. Logo em seguida, um dos médicos irá fazer a anestesia local na região da virilha direita e/ou esquerda e ocasionalmente no lado direito do pescoço, mas você já estará dormindo. Nesses locais serão introduzidos cateteres na veia e/ou na artéria, que serão levados até as cavidades direita e/ou esquerda do coração, guiados pela imagem de raios X.

Esses cateteres captam os sinais gerados da atividade elétrica do coração, que são registrados em aparelhos especiais. Através deles se fará a ablação com radiofrequência nos locais selecionados. Não se preocupe, pois, para o seu conforto, você estará dormindo durante todo o exame.


O estudo eletrofisiológico dura aproximadamente uma hora, e, quando seguido de ablação, a duração é variável (aproximadamente 2 a 3 horas). Ao término do procedimento, será feita compressão no local da punção por 15 minutos, e você será acordado. A seguir, você será encaminhado para o quarto.

Qual é o risco destes procedimentos?

O estudo eletrofisiológico e a ablação com radiofrequência são considerados métodos muito seguros, mas, como todo procedimento invasivo, eventualmente podem ocorrer algumas raras complicações. Durante a consulta que antecede a ablação, o médico irá explicar com mais detalhes as possíveis complicações, pois elas variam dependendo do tipo de arritmia que você tenha. A complicação mais comum é o hematoma (mancha roxa na pele) que pode aparecer no local onde foi feita a punção. Quando os cateteres são retirados, é feita uma pressão para parar de sangrar. Para diminuir a chance de sangramento, você deverá ficar em repouso algumas horas após o procedimento.

Caso sinta necessidade de se consultar com um Médico Cardiologista em Campinas, agende uma consulta conosco.